Terça-feira, 20 de Junho de 2006

Os sexualmente bizarros

Senhoras e senhores, meninos e meninas...
Pois, meninos e meninas, se calhar, não.
 
Recapitulando...
 
Senhoras e senhores, apresento-vos, a partir deste sítio para outros quaisquer locais, os sexualmente bizarros.
 
Para quem não sabe, os sexualmente bizarros são aquelas pessoas que, tendo um companheiro do sexo oposto, à sua frente, completamente nu, preferem lamber-lhes os pés. Ainda mais estranho é chamarem àquilo tara sexual. Se chamassem tara ortopédica ou tara da pedicura, eu compreendia, porque havia uma ligação lógica. É a mesma coisa que, eu estar a lambuzar as asas de uma panela de pressão e a minha mãe dizer:
- Que cheirosa feijoada estás aí a fazer.
É que eu não estou a fazer feijoada por estar a lamber a panela, mas também não estou a fazer sexo por estar a lamber pés.
Vou acreditar que existem pessoas que não têm percepção do verdadeiro sentido das palavras e avanço para outro capítulo.
 
Surgiu o interesse por parte das mais variadas pessoas em aumentar o número de espécies existentes no planeta. Tentam o cruzamento entre o ser humano e o cavalo, o ser humano e o boxer, o ser humano e o pastor alemão, o ser humano e o burro... Do cruzamento entre o ser humano e o burro nas céu o Cláudio Ramos, mas os outros não deram qualquer tipo de frutos. Interessante é o facto destas pessoas nunca desistirem e continuarem a tentar.
Ironia à parte, aqui fica um conselho:
- Senhoras (e infelizmente, senhores) se quiserem ser abalroadas por trás por um pau enorme, deixem os animais e experimentem o Fernando Aguiar com um taco de Basebol.
Mas a zoofilia já tem marcas no mundo actual. Prova disso são as expressões “macacos me mordam” ou “burros me calquem” (não confundir a segundas com os jogos do Petit).
 
Outro tipo de pessoas bizarras são as raparigas, geralmente de tenra idade (mas claro, a partir do 18 anos) que amarram cordas ao seu corpo e se penduram no tecto para serem chicoteadas e levarem “palmadas de mão fechada”. É impressão minha ou os órgãos genitais ainda não começaram a trabalhar e já estão a chamar sexo a isto? Estas jovens, quando confrontadas com jornalistas, têm a lata de dizer:
- Senti-me verdadeiramente excitada por levar três socos no abdómen. Fiz quatro rasgões no ombro e dois no calcanhar direito, mas valeu muito a pena. Agora só espero que as nódoas negras nos olhos e nas costas desapareçam depressa rápido para a minha mamã não desconfiar.
Minhas meninas, se quiserem apanhar porrada enquanto estão suspensas no ar, chamem nomes muito feios aos Super Dragões ou aos Diabos Vermelhos enquanto estão a andar de baloiço.
 
Podia falar das senhoras que encostam metais aos mamilos e se sente excitadas ou dos homens que se vestem de mulher (Paulinho, se algum dia leres isto, mata-te, se não leres, mata-te também), mas não me quero alargar. Acabo, por isso, com uma mensagem às pessoas (não vamos considerar os bizarros pessoas):
Homens do mundo, mostrem a vossa alegria e icem a bandeira ROMANA para mostrarem força e grandiosidade.
Mulheres do mundo, esqueçam os cavalos e os pés e “abram alas pró Noddy”, esqueçam também os pés, mas lembrem-se da boca, porque “todos os caminhos vão dar a ROMA”.
...
.
sinto-me: fora do pacote
publicado por pacotesdeleite às 20:48
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Rui Jam a 21 de Junho de 2006 às 23:15
Obrigado pela visita.
Estive a ler o teu blog e gostei. Vou voltar.
Só mais uma coisa:
Olha que essa coisa de uns pézinhos mimosos a "começar" uma trancas à maneira... não se pode desperdiçar!... Nem pôr para o lado (um de cada lado...). Tudo tem de ser "trabalhado", sem taras.
De J* a 24 de Junho de 2006 às 14:24
para la do machismo e da homofobia q te orgulhas..nao ta mau de todo nao...
bem..
comporta-te ms é...
De mmfmatos a 24 de Junho de 2006 às 23:28
Há gostos bizarros, sempre houve.Quanto a mim, o Calígula e o seu cavalo ... havia ali qualquer coisa.Tive uma colega que espalhava gelado no corpo para o parceiro lamber,dava-lhe imenso prazer, conheci o caso de um velhote que só se excitava introduzindo um pastel de nata(só podia ser pastel de nata) no local onde deveria introduzir a "aparelhagem" e a menina lá se tinha de aguentar com a excentricidade,mas também era paga para isso.Bizarrias!Um abraço do GATO ESCALDADO

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O poeta tarado

. Viagem de Finalistas: Llo...

. Come a papa, Coisinha, co...

. Adivinhação

. Amo-te camionista

. Desculpem o Bush, já!

. Carta

. Feliz Natal

. Vontade de ser passevite

. A minha vida mudou...

.arquivos

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Um sonho bom

. Conto quase para crianças

. TV de culto

. ...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds